Postagens

Versículo da semana:

VERSÍCULO DA SEMANA:
"E por que me chamais: Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu vos digo?" (Lucas 6:46)


Frase do momento

Frase do momento:

"Não é minha intenção atacar o denominacionalismo do cristianismo como errôneo. Eu somente quero dizer que para que o corpo de Cristo encontre uma efetiva expressão local, a base de comunhão deve ser verdadeira. E esta base é a relação de vida dos membros com o Seu Senhor e a sua desejosa submissão a Ele como o Cabeça. Tampouco estou pleiteando por aqueles que irão fazer uma seita carnal daquilo que poderia chamar de 'localismo', isto é, a estrita demarcação de igrejas por localidades. Porque tal pode ocorrer facilmente. Se o que estivermos fazendo hoje em vida se tornar amanhã um mero método, tal que seu próprio caráter alguns dos Seus forem excluídos, possa o Senhor ter misericórdia de nós e quebrar tudo!" (A Vida Normal da Igreja Cristã, capítulo 4. Grifo nosso)

5 de mai de 2011

A QUESTÃO É A ALMA DO NEGÓCIO



Para visualizar o texto na íntegra, cliquAQUI
O APASCENTAR E O PASTOREAR APRESENTADOS PELO SENHOR NO EVANGELHO DE JOÃO 21:15 – Nesse ponto foi apresentado pelos irmãos, que o apascentar está relacionado ao “alimentar com a palavra, o conservo”. Fomos orientados a ouvir aqueles que estavam atravessando momentos difíceis, e foi assim que surgiu a exposição da nossa necessidade de termos sementes baratas e se possível de graça para alcançar aqueles que não podem pagar os custos de uma produção gráfica.
A sugestão de produzirmos essas sementes, foi aceita pelos irmãos responsáveis da região do RJ que estavam presentes, sendo inclusive manifesta a disposição de um irmão responsável, atual coordenador da cooperativa, o mesmo que falou comigo sobre tirar o site do ar, em ofertar para a produção da primeira edição de “um jornal” com o resumo dessas mensagens para ser usado na distribuição em massa contendo os endereços, emails e telefones dos irmãos responsáveis de todas as localidades, se assim o desejassem.
Também foi, em concordância entre os irmãos responsáveis, que deveríamos evitar o uso de “logomarcas” e “nomes de autores”, nessas publicações grátis, devido os conflitos gerados nos últimos períodos, exatamente com base nessas questões. Daí, a criação de um site específico a esse fim, para a região do RJ, sem a promoção de empresas ou destaque de nomes para evitar conflitos e assim a palavra de Deus ser propagada puramente por meio do evangelho que não precisa estar vinculado a outro nome que não seja o do Senhor, e a nenhuma empresa, e sim, tão somente a igreja.
Essa decisão dos irmãos foi compreendida por causa das experiências relacionadas ao passado em que muitas pessoas não nos recebiam por nos associarem ao nome destacado e ao ministério individual do irmão Witness Lee, e sermos chamados de “A igreja do Living stream”, o que dava base aos irmãos de congregações em dizer que éramos a igreja local do irmão Lee.
E assim, para não corrermos o risco de por em dúvida o Testemunho da igreja, e o Testemunho do Nome do Senhor, foi decidido entre os irmãos responsáveis do RJ, que nesse material de apoio não citaríamos nem nome de empresas, nem nomes de homens, apenas os nomes dos apóstolos citados na Bíblia, e o Nome do Senhor e a Igreja do Senhor, viabilizando a pregação do evangelho puro, o evangelho da igreja segundo o ensinamento dos apóstolos.
Na comunhão em Volta Redonda, ficou resolvido com a concordância de todos os irmãos responsáveis, que precisávamos de uma “semente barata” facilitando o acesso de todos os irmãos em adquirir material para propagação do evangelho e para apascentamento, com a publicação das mensagens dadas pelos irmãos na região dentro do encargo do irmão Dong e é claro, que a partir da nossa convivência com os que aceitassem a palavra, e por meio do próprio estímulo gerado pelos resumos publicados, segundo os irmãos, os santos, por certo, indicariam as literaturas da editora árvore da vida, já que é uma empresa de irmãos que permanecem na mesma base e com a mesma fé, agora, sem o risco de sermos mal interpretados por aqueles que nos receberam e nos aceitaram.
Após essa comunhão, houve uma reunião na casa do irmão Adilson onde foi passado em comunhão com os irmãos responsáveis presentes, o encargo do irmão Dong, apresentado na conferência em Sumaré, para ser dispensado nas mensagens na conferência de jovens no RJ; e também, a minha introdução entre os obreiros para servir com esse intuito.
Tal comunhão foi com a presença e confirmação dos irmãos responsáveis do RJ, inclusive com a participação da minha esposa.
Pois bem, porque fiz questão de detalhar esses dados?
Devido os acontecimentos atuais, e após a reunião realizada no local 2, presidida pelo irmão Neemias que deu a palavra e não esclareceu o porque de algumas atitudes e decisões repentinas, minha família se viu temerosa ao perceber como foram tratados os obreiros que há anos dão testemunho e servem os santos tanto no RJ, inclusive na África, se entregando completamente por fé e confiança primeiramente em Deus, mas também na administração e liderança, representada pelos irmãos responsáveis do RJ.

Algumas questões me fizeram pasmar e questionar o porquê de certas decisões e atuações de irmãos considerados sérios e considerados com caráter íntegro. Então percebi que tais situações estavam sendo aplicadas somente contra os irmãos que não concordaram em misturar o evangelho com a venda e com o comércio; inclusive, em reunião anterior, o irmão Adilson conseguiu na mensagem, apresentar de maneira adequada a possibilidade de usar o Bookafé, aplicando o encargo dispensado pelo irmão Dong, do rio que sai do trono de Deus.
Graças ao Senhor, o irmão fez isso sem causar danos na consciência dos irmãos, que não concordam que o mesmo local onde nos reunimos para orar, nos constituir e ganhar direção do Senhor e receber os que vão sendo salvos, haja mais uma empresa além da editora árvore da vida, que em alguns casos, já promove certa dissensão, visto que não é explicado aos irmãos que não existe monopólio na igreja e que ninguém é obrigado a comprar livros ou materiais de custo alto, podendo praticar a pregação do evangelho com sua própria Bíblia, e com a palavra em si constituída, e que ninguém é obrigado a divulgar produtos de empresas, já que somos a igreja do Senhor e nosso compromisso real, após termos sido salvos, é este.
Os produtos podem ser bons, são das empresas dos nossos irmãos, mas essas empresas, são apenas empresas, não são, segundo a Bíblia, itens da fé. Creio que se alguns irmãos fossem conscientizados disso, nosso avanço seria bem maior e menos irmãos se sentiriam limitados ou constrangidos em exercitar seus dons.
Uma empresa, mesmo sendo dos irmãos, é só uma empresa como outra qualquer, que precisa gerar lucros e creio até serem necessárias para captar recursos para alguns, mas não vejo na Bíblia sua essencialidade nem sua obrigatoriedade no uso diário dos irmãos. Pois assim sendo, estamos desqualificando o Espírito de poder nos sustentar segundo Sua Obra e Ministério, e, desviando a fé dos irmãos da GRAÇA, estimulando obras e mais obras com base nas boas sugestões de um irmão que não é, segundo Deus, mais especial que os outros. O próprio apóstolo João, em sua maturidade, de acordo com o que disse o Irmão Dong na conferência, reconheceu isso.
Apocalipse 1:9 - “Eu, João, irmão vosso e companheiro na tribulação, no reino e na perseverança, em Jesus, achei-me na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus.”
Uma empresa investe em publicidade, amplia suas vendas, é normal no viver pessoal e individual de qualquer irmão, mas nunca, segundo a Bíblia, de Gênesis a Apocalipse, ela será um item da fé embora possa até ser usada pelo Espírito, mas ainda assim... É só uma empresa comercial, industrial, associação religiosa, ou outra.
A Igreja do Senhor é a igreja do Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário:

Facebook