Postagens

Versículo da semana:

VERSÍCULO DA SEMANA:
"E por que me chamais: Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu vos digo?" (Lucas 6:46)


Frase do momento

Frase do momento:

"Não é minha intenção atacar o denominacionalismo do cristianismo como errôneo. Eu somente quero dizer que para que o corpo de Cristo encontre uma efetiva expressão local, a base de comunhão deve ser verdadeira. E esta base é a relação de vida dos membros com o Seu Senhor e a sua desejosa submissão a Ele como o Cabeça. Tampouco estou pleiteando por aqueles que irão fazer uma seita carnal daquilo que poderia chamar de 'localismo', isto é, a estrita demarcação de igrejas por localidades. Porque tal pode ocorrer facilmente. Se o que estivermos fazendo hoje em vida se tornar amanhã um mero método, tal que seu próprio caráter alguns dos Seus forem excluídos, possa o Senhor ter misericórdia de nós e quebrar tudo!" (A Vida Normal da Igreja Cristã, capítulo 4. Grifo nosso)

30 de mai de 2012

MARIOLATRIA - Derrubando um dos principais pilares do catolicismo

Todo cristão que deseja conhecer a verdade deveria assistir a este documentário ATÉ O FINAL
“Ora, aconteceu que, ao dizer Jesus estas palavras, uma mulher, que estava entre a multidão, exclamou e disse-lhe:
Bem-aventurada aquela que te concebeu, e os seios que te amamentaram!
Ele, porém, respondeu: Antes, bem-aventurados são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam!” Lucas 11:27-28.


 


Jesus Cristo é cem por cento homem e cem por cento Deus. Maria foi a mãe virgem de Jesus, a parte humana do Messias prometido nas antigas profecias, MAS de forma alguma Maria pode ser chamada de a "mãe de Deus".



As passagens onde Maria aparece no Novo Testamento são:a) O aparecimento do arcanjo Gabriel, e anúncio de que seria ela a mãe do Filho de Deus, o prometido Messias (ou Cristo). (Lucas 1:26-56 a Lucas 2:1-52; compare com Mateus 1:2).
b) A visitação à sua prima Isabel e o Magnificat (Lucas 1:39-56).
c) O nascimento do Filho de Deus em Belém, a adoração dos pastores e dos reis magos (Lucas 2:1-20).
d) A Sua purificação e a apresentação do Menino Jesus no templo (Lucas 2:22-38).
e) À procura do Menino-Deus no templo debatendo com os doutores da lei (Lucas 2:41-50).
f) Meditando sobre todos estes fatos (Lucas 2:51).
g) Nas bodas de Casamento em Caná, na Galiléia. (João 2:1-11)
h) À procura de Cristo enquanto este pregava e o elogio que Lhe faz (Lucas 8:19-21 e Marcos 3:33-35).
i) Ao pé da Cruz quando Jesus aponta a Maria como mãe do discípulo e a este como seu filho (João 19:26-27). 

j) Depois da Ascensão de Cristo aos céus, Maria era uma das mulheres que estavam reunidas com restantes discípulos no derramamento do Espírito Santo no Pentecostes e fundação da Igreja Cristã. (Atos 1:14; 2:1-4).

Em NENHUM texto da Bíblia encontramos atributos de deidade a Maria, pelo contrário:
a) Mostra-se como serva: “Então, disse Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador, porque contemplou na humildade da sua serva. Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão bem-aventurada,  porque o Poderoso me fez grandes coisas. Santo é o seu nome.” Lucas 1.46-49
b) Necessitada da purificação: “Chegou o dia de Maria e José cumprirem a cerimônia da purificação, conforme manda a Lei de Moisés. Então eles levaram a criança para Jerusalém a fim de apresentá-la ao Senhor.” Lucas 2.22
c) Reconhece a necessidade de salvação“e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador”. Lucas 1.47

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário:

Facebook